top of page

Tenho Gordura Localizada! HIFU ou Criolipolise, qual é melhor?

Com a chegada do Verão e dos dias longos na praia a preocupação com aquela gordurinha localizada que teima em não desaparecer motiva a procura de tratamentos não invasivos. Duas das técnicas não invasivas mais recentes e populares são o HIFU e a Criolipolise.



Mas qual é melhor? Qual é mais eficaz?


É importante começar por referir que ambos os tratamentos são seguros e bem tolerados, desde que realizados e locais devidamente autorizados e por técnicos com formação adequada.


Existem no entanto diferenças entre eles que não se prendem tanto com a sua eficácia na destruição de gordura mas com as zonas corporais onde atuam.

O HIFU, High Intensity Focus Ultrassom é um tratamento não invasivo que utiliza ondas de ultrasom para através do calor destruir a membrana do adipocito e desta forma esvaziar a célula de gordura que é posteriormente é fagocitada pelos macrófagos do organismo. É um procedimento que não requer incisões ou mesmo anestesia e que é habitualmente utilizado para zonas mais pequenas do organismo como queixo, braços, zona ao redor dos joelhos.


O HIFU permite ainda uma melhoria da qualidade da pele, diminuindo a flacidez por estimulação do fibroblasto que produz mais colágeno e elastina. As sessões de HIFU duram entre 30 a 60 minutos. São aconselhadas entre 1 a 3 sessões, espaçadas por 1 mês. Desta forma o HIFU é uma técnica muito interessante para zonas mais pequenas do corpo e zonas que apresentem simultaneamente gordura localizada e flacidez da pele.

A criolipólise é um tratamento que utiliza as baixas temperaturas para congelar os triglicerideos que se encontram dentro da célula de gordura, o adipocito. O triglicerido uma vez congelado assume uma forma espiculada que com estímulo adequado permite romper a membrana do adipocito esvaziando-o.


A criolipólise é uma técnica que não exige anestesia ou incisões e é muito interessante para tratar zonas mais extensas do corpo, como abdômen, quadris, coxas, etc

Os pacientes necessitam habitualmente de 1 a 3 sessões com duração de cerca de 35 minutos por zona.

Os resultados da criolipólise vão sendo obtidos ao longo das semanas seguintes.

A Criolipólise é um método seguro e habitualmente muito bem tolerado. Apresenta efeitos secundários mínimos e transitórios como dormência, vermelhidão localizada, hematoma ou edema na área tratada.


Qualquer uma das técnicas deve então ser realizada em locais devidamente autorizados, com condições adequadas e com profissionais que realizem uma história clínica adequada por forma a garantir que o tratamento decorre de forma segura e eficaz.






218 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
José Pedro Patricio
José Pedro Patricio
Sep 09, 2023
Rated 5 out of 5 stars.

Os dois são complementares

Like
Post: Blog2_Post
bottom of page