top of page

Enxaqueca tratada com Botox?



A enxaqueca é uma doença neurológica, genética e crónica cuja principal característica é a dor de cabeça latejante, em um ou nos dois lados da cabeça.

Ou seja a enxaqueca é uma cefaleia primária em que ocorrem episódios de dor muito intensos intervalados por períodos sem sintomas.


Esta patologia habitualmente inicia-se entre os 15 e os 40 anos podendo também aparecer após a primeira menstruação.

Antes da adolescência a percentagens entre rapazes e raparigas é igual mas após a menarca é cerca de duas a três vezes mais frequente nas raparigas.


É importante distinguir a enxaqueca de uma cefaleia simples.


A cefaleia é imediata e tensional sem sintomas precedentes. Por sua vez a enxaqueca é uma dor de cabeça persistente entre 4 e 72 horas além de se fazer habitualmente acompanhar de náuseas, vómitos, fotofobia e irritabilidade que causam incapacidade para as atividades diárias.

É consensual que a enxaqueca é multifatorial conhecendo-se como factores desencadeantes os seguintes:

  • Alterações hormonais;

  • Consumo excessivo de açúcar, álcool, cafeína e produtos industrializados;

  • Tabaco

  • Stress

  • Exposição prolongada ao ar condicionado ou outros tipos de climatizadores;

  • Insónia ou sono desregulado

  • Jejum prolongado

  • Luzes intensas

  • Período menstrual

  • Odores fortes...

Considera-se que Enxaqueca é Crónica quando ocorrem cefaleias em 15 ou mais dias por mês, por mais de 3 meses com características de enxaqueca em pelo menos 8 desses dias.

A prevalência da enxaqueca crónica é de 1 a 2% na população geral, sendo cerca de 8% nos indivíduos com enxaqueca.

Em alguns doentes a medicação oral com analgésicos é ineficaz e o tratamento sintomático ineficaz da enxaqueca é um factor de risco major para a progressão da Enxaqueca Crónica

A FDA aprovou em 2010 o uso de Toxina Botulinica (Botox®), em determinados postos da cabeça, para a profilaxia da Enxaqueca Crónica.


O mecanismo de ação da toxina botulínica no tratamento da enxaqueca crónica continua não completamente esclarecido.

Mas os estudos confirmam que a Toxina Botulinica é eficaz na melhoria da sintomatologia da enxaqueca e na qualidade de vida destes doentes.

Todas as técnicas advogam a administração da toxina nos seguintes músculos: prócero, corrugador, frontal, temporal, occipital, paraespinais cervicais e trapézio

Atualmente o protocolo recomendado contempla 31 pontos na cabeça num total de 155U .


Desta forma a toxina botulinica é benéfica no tratamento da Enxaqueca Crónica, é segura e bem tolerada mostrando-se inclusivamente mais vantajosas que outras terapêuticas. Consegue reduzir a quantidade de dias com enxaqueca, a gravidade das crises e a toma de analgésicos tendo por isso um impacto positivo na funcionalidade e qualidade de vida dos doentes.




21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
Post: Blog2_Post
bottom of page